01/02/2021 Câncer da vesícula biliar afeta mais mulheres

Sintomas comuns a outras doenças dificultam o diagnóstico precoce da neoplasia

Considerado uma neoplasia rara, o câncer da vesícula biliar tem maior incidência em pessoas do sexo feminino. Apesar de não haverem estudos que indiquem o número de casos totais no Brasil, sabe-se que o câncer de vesícula biliar ocupa o quinto lugar entre os cânceres do trato gastrointestinal. Os sinais e sintomas geralmente se manifestam em estágio mais avançado da doença, por isso o CHO - Centro de Hematologia e Oncologia faz um alerta para esse tipo de câncer.

A localização da vesícula biliar dificulta a descoberta de anomalias em exames físicos de rotina. Além disso, não existem exames de sangue e outros testes que indiquem disfunções no órgão. Assim, o câncer de vesícula biliar é difícil de ser diagnosticado precocemente. “Os sintomas mais comuns ainda são muito parecidos com sintomas de outras doenças, o que pode impedir a detecção precoce”, destaca o médico oncologista dr ............ “Dor abdominal, náuseas e vômito, icterícia, nódulos e inchaço no abdômen, perda de apetite, perda de peso, fezes claras, urina escura e febre são sinais de que algo está errado e que você deve procurar um médico”, indica o oncologista.

As formas de tratamento serão indicadas de acordo com a extensão do câncer na vesícula biliar, que pode ser verificada após a realização de exames de imagem ou ainda cirurgia. Além da remoção do órgão, o tratamento pode incluir quimioterapia e radioterapia. “O tabagismo e a obesidade, assim como o histórico familiar e a cálculos na vesícula biliar, são fatores de risco para o desenvolvimento da doença. Por isso seguimos destacando os cuidados: ter uma alimentação saudável, praticar exercícios, não fumar e manter uma rotina anual de exames. Seguir esses passos ainda são as melhores formas de prevenir a doença”, enfatiza. 


Outras Notícias

1
×
Olá, tudo bem? Realize um agendamento para sua consulta através do WhatsApp agora mesmo!