31/03/2016 31 de março - Dia da Saúde e Nutrição

A alimentação saudável é fundamental para manter nossa saúde em dia. Os hábitos alimentares são formados durante a infância, mas ao longo de nossas vidas sofrem influências culturais e pessoais.

É importante diferenciar uma alimentação restritiva e uma alimentação balanceada. Cada indivíduo é diferente e tem suas próprias necessidades, por esse motivo a alimentação e orientações nutricionais são especificas para cada pessoa.

Ter uma boa alimentação é sinônimo de uma vida saudável. A escolha dos alimentos do nosso dia a dia pode estar associada ao desenvolvimento de doenças crônicas como a diabetes mellitus, problemas cardíacos, hipertensão e obesidade ou outras doenças como câncer.

Por isso, alimentos ricos em gorduras, como carnes vermelhas, frituras, molhos com maionese, leite integral e derivados, bacon, presuntos, salsichas, linguiças, mortadelas, entre outros, devem ser ingeridos com moderação.

O modo de preparo das refeições também deve ser observado, todos os excessos, como o sódio e temperos industrializados, assim como a forma de cocção irão diminuir ou aumentar a disponibilidade de nutrientes daquele alimento. Prefira sempre preparações grelhadas ou cozidas e utiliza temperos naturais como cheiro verde, orégano, alecrim, tomilho e outros.

A inclusão de frutas e verduras é essencial para o bom funcionamento do organismo. Além de serem ricas em fibras e auxiliarem a função intestinal, elas também contêm vitaminas e minerais indispensáveis. As frutas e verduras de coloração roxa e vermelha são ricas em antioxidantes, ajudando a prevenir doenças como o câncer e também o envelhecimento precoce.

A escolha diária de uma boa alimentação, assim como a prática de atividade física e uma vida sem vícios aumenta nossa qualidade de vida e diminuiu o desenvolvimento de doenças. A prevenção, com certeza é o melhor remédio.

O Ministério da Saúde lançou o Guia da Alimentação Saudável. Na publicação estão os dez passos para uma alimentação saudável. São eles:

• Coma feijão com arroz todos os dias ou, pelo menos, cinco vezes por semana. Esse prato brasileiro é uma combinação completa de proteínas e faz bem à saúde.

• Consuma diariamente três porções de leite e derivados e uma porção de carnes, aves, peixes ou ovos. Retirar a gordura aparente das carnes e a pele das aves antes da preparação torna esses alimentos mais saudáveis.

• Consuma, no máximo, uma porção por dia de óleos vegetais, azeite, manteiga ou margarina.

• Evite refrigerantes e sucos industrializados, bolos, biscoitos doces e recheados, sobremesas e outras guloseimas como regra da alimentação.

• Diminua a quantidade de sal na comida e retire o saleiro da mesa.

• Beba pelo menos dois litros (seis a oito copos) de água por dia. Dê preferência ao consumo de água nos intervalos das refeições.

• Torne sua vida mais saudável. Pratique pelo menos 30 minutos de atividade física todos os dias e evite as bebidas alcoólicas e o fumo.

• Faça pelo menos três refeições (café-da-manhã, almoço e jantar) e 2 lanches saudáveis por dia. Não pule as refeições.

• Inclua diariamente seis porções do grupo dos cereais (arroz, milho, trigo, pães e massas), tubérculos como as batatas e raízes como a mandioca nas refeições. Dê preferência aos grãos integrais e aos alimentos em sua forma mais natural.

• Coma diariamente pelo menos três porções de legumes e verduras como parte das refeições e três porções ou mais de frutas nas sobremesas e lanches.

Mariana de Macedo Boz

Nutricionista 


Outras Notícias