28/04/2016 Câncer de pele é o que tem maior incidência no Brasil

Segundo o Instituto Nacional do Câncer serão cerca de 175 mil novos casos em 2016

No dia 1º de maio celebra-se o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Pele. Para dar a devida importância à data, o Centro de Hematologia e Oncologia de Joinville destaca a importância da prevenção. Segundo o médico oncologista dr. Celio Kussumoto, o câncer de pele é o mais frequente no Brasil e corresponde a 25% de todos os tumores malignos registrados no país. “Apesar da alta incidência, a grande maioria dos tumores é do tipo não-melanoma, que apresenta baixa mortalidade”, explica.

O combate ao Câncer de Pele é simples e algumas medidas básicas são essenciais na prevenção. “O uso diário do protetor solar e evitar a exposição ao sol nos períodos entre 10 e 16 horas são as ações principais de combate à doença”, enfatiza o oncologista. “Também orientamos para que as pessoas consultem periodicamente um dermatologista para uma avaliação mais detalhada na pele para identificação de lesões suspeitas”, diz.

O Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima que 176.760 novos casos serão diagnosticados apenas em 2016. O número de casos de câncer de pele vem aumentando nos últimos anos. “Isso se dá à combinação de um melhor diagnóstico do câncer de pele, pessoas expostas por mais tempo ao sol e ao fato de viverem mais tempo”, diz Kussumoto. A maior incidência de casos de câncer de pele está em pessoas com mais de 40 anos, de pele clara ou que já têm outras doenças cutâneas.


Outras Notícias