05/10/2017 Outubro Rosa: superação à flor da pele

Centro de Hematologia e Oncologia lança campanha abordando os processos de superação da doença


Receber o diagnóstico de câncer de mama gera um turbilhão na vida das mulheres. Apesar de todas as incertezas, o diagnóstico precoce e o tratamento adequado devolvem a expectativa de vida, deixando transparecer o sentimento de vitória pelo enfrentamento da doença. E é sobre esse sentimento de conseguir atravessar o período do câncer que o Centro de Hematologia e Oncologia (CHO) realiza atividades no Outubro Rosa. A campanha “Superação à flor da pele” vai mostrar casos de mulheres que venceram o câncer de mama. 

O lançamento da campanha será no dia 5 de outubro, com a divulgação via redes sociais do vídeo com o depoimento de três pacientes que foram diagnosticadas com a doença. Debora de Oliveira Gonçalves, de 35 anos, Ana Paula Moreno e Vanessa Bona, ambas de 37 anos, contam como superaram o câncer, as batalhas enfrentadas e a mudança nas suas vidas. 

A campanha conta com a distribuição de camisetas que foram estampadas de forma natural através da técnica japonesa chamada Hapazome. Todo o material, assim como o passo a passo para o autoexame, essencial para o diagnóstico precoce pode ser encontrado no site cho.med.br/superacao. Além da campanha, o CHO realiza palestras em empresas e shoppings da cidade para abordar o assunto. 

“Sabemos que a prevenção é o melhor remédio para o câncer de mama e o cuidado deve-se ter todos os dias, com a prática de exercícios físicos, alimentação saudável e a realização do autoexame”, enfatiza o oncologista Célio Kussumoto. “90% dos tumores são detectados pela própria paciente. O diagnóstico precoce faz com que o tratamento seja mais eficaz”, completa. “Neste ano a campanha do CHO, ao invés de dar ênfase apenas na prevenção, a ideia foi mostrar que mesmo passando por um período difícil, a mulher pode superar a doença”, destaca. 

SAIBA+

Segundo o Instituto Nacional de Câncer, Santa Catarina tem uma taxa estimada de 62,06 casos de câncer de mama para cada cem mil mulheres.


Outras Notícias