03/06/2019 Fique atento ao nível de hemoglobina

Quando os glóbulos vermelhos estão em baixa, algo não vai bem. Anemia é este vazio, em que as células do sangue têm dificuldade para se reproduzir e transportar oxigênio.

Cansaço, falta de apetite e dores musculares são sinais do corpo que alguma coisa não está indo muito bem. Esses pequenos sintomas podem ser confundidos com o resultado das atividades do dia-a-dia, mas também podem ser indicações da anemia. Causada pela deficiência de ferro, a anemia é uma carência nutricional de maior magnitude no mundo.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a anemia é condição na qual o conteúdo de hemoglobina no sangue está abaixo do normal, levando à diminuição da capacidade de transporte de oxigênio. A hemoglobina é a substância que nosso corpo utiliza para transportar o oxigênio. Ela é carregada em nosso sangue pelas hemácias ou glóbulos vermelhos. 

Cerca de 90% das causas da doença são pela deficiência de ferro, um nutriente essencial para a vida que atua principalmente na fabricação das células vermelhas do sangue e no transporte do oxigênio para todas as células do corpo. A anemia ferropriva é a mais comum entre as classificações da doença. 

“A anemia é uma doença que acomete principalmente crianças, gestantes, lactantes, meninas adolescentes e mulheres adultas em fase de reprodução”, diz a hematologista do Centro de Hematologia e Oncologia – C.H.O, dra Gabriela Gastal. “Entretanto, os homens, especialmente os idosos, também possam ser afetados pela anemia”, complementa.

“Nas crianças, a anemia pode comprometer a formação óssea, muscular e o desenvolvimento cognitivo, além de causar irritabilidade, alterações comportamentais, prejudicar o sono e gerar impactos negativos no desempenho escolar”, ressalta a hematologista. “Por isso é muito importante investigarmos corretamente a doença e suas causas para melhorar a qualidade de vida do paciente”, informa.

Uma alimentação balanceada rica em vitaminas A, C e B12, ferro e acido fólico - presentes em alimentos como carne vermelha, grãos integrais, vegetais escuros, beterraba, feijão e frutas cítricas - assim como o acompanhamento médico regular são excelentes formas de se prevenir a doença.

“As anemias adquiridas que são as mais comuns e de fácil tratamento. Às vezes pequenas mudanças na alimentação e a suplementação vitamínica indicada pelo médico logo resolvem o problema. Já, as anemias causadas por problemas na medula óssea ou as hereditárias precisam de tratamentos mais específicos. Para descobrir qual a causa da anemia há a necessidade do diagnóstico médico, feito, geralmente através de exames laboratoriais”, explica a dra Gabriela.

Sintomas da anemia:

·  Fadiga generalizada

·  Anorexia (falta de apetite)

·  Palidez de pele e mucosas (parte interna do olho, gengivas), nas anemias hemolíticas os olhos podem ficar amarelados

·  Menor disposição para o trabalho

·  Dificuldade de aprendizagem nas crianças

·  Falta de ar

·  Tonturas

·  Dor no peito

·  Mãos e pés frios

·  Dor de cabeça

·  Apatia (crianças muito "paradas")

·  Vontade de comer substâncias não alimentares, como gelo ou arroz cru

·  Formigamento nas mãos e pés.


Outras Notícias

1
×
Olá, tudo bem? Realize um agendamento para sua consulta através do WhatsApp agora mesmo!