01/08/2020 Leucemia: detecção precoce ainda é a melhor prevenção

No mês de agosto CHO alerta para uma doença que provoca mais de 6 mil mortes por ano

Objetos de diagnóstico, palidez, cansaço, hematomas inexplicáveis ​​e infecções recorrentes são sintomas que parecem inofensivos, mas que atenção e cuidado. Esses sinais podem estar ligados à leucemia, doença maligna dos glóbulos brancos, que ainda não atingiu a maturidade celular e que sofre de mutação genética, que se transforma em uma célula cancerosa, que acaba se concentrando na medula óssea (ver abaixo). De origem desconhecida, a leucemia é classificada em 12 tipos e, para 2020, a expectativa é de mais de 10 mil novos casos no Brasil.

A maioria dos casos de leucemia não apresenta nenhum fator de risco que possa ser modificado, mas sabe qual é o histórico familiar, ou tabagismo e exposições de componentes químicos como agrotóxicos, formaldeídos, benzeno e radiações ionizantes aumentadas a chance de testar esses testes. doença.

“O sucesso no tratamento da leucemia, entretanto, está ligado a uma detecção precoce da doença. Por isso é muito importante estar com sinais de que nosso corpo dá e pode ajudar na descoberta de doenças ainda em fase inicial ”, registra um hematologista do Centro de Hematologia e Oncologia, Dra. Gabriela Gastal. “Anemias recorrentes, infecções repetidas, sangramentos de gengiva, fadiga, perda de peso sem motivo aparente, dor e dor abdominal, dores nos ossos e articulações, dores de cabeça, vômitos e náuseas podem ser sintomas da doença”, informa um hematologista. 

O diagnóstico é feito através de exames de sangue e verificação em exames de medula óssea. O tratamento pode variar de acordo com o tipo de doença e vai desde medicamentos orais, quimioterapia, radioterapia e até mesmo o transplante de medula óssea.

O que é medula óssea?

Também conhecido como tutano, uma medula óssea é um tecido de aspecto gelatinoso que precede o interior dos ossos. Na medula óssea, são produzidos os componentes do sangue: leucócitos, hemácias e plaquetas. Os leucócitos são os agentes mais importantes do sistema de defesa do nosso organismo, no caso das infecções. Pelas hemácias, o oxigênio é transportado dos pulmões para as células de todo o organismo e o gás carbônico é levado pelas pulmões, um fim de validade expirado. As plaquetas compõem o sistema de coagulação do sangue.


Outras Notícias

1
×
Olá, tudo bem? Realize um agendamento para sua consulta através do WhatsApp agora mesmo!